A Oxuríase (Maculo)

October 30, 2017 - by Gabinete de Comunicação e Imagem - in Dicas & Notícias

No Comments

O que é?

Popularmente conhecida como “Maculo”, é uma parasitose intestinal, muito frequente na infância, causada pelo parasita Enterobius vermicularis, que invade e se aloja uma parte do intestino grosso das crianças, chamada “cego”.

Como se transmite?

A transmissão do oxiúrus pode ocorrer através da ingestão dos ovos do parasita que estão na roupa, lençóis, brinquedos e objectos de uma criança infectada, ou através do consumo de água e alimentos contaminados. Também, ao coçar o ânus, os ovos do oxiúrus ficam presos nas unhas e dedos da criança e esta, ao tocar em algo, contamina-o.

No intestino as larvas transformam-se em adultos, as fêmeas guardam os ovos fecundados e os machos morrem. Durante a noite, as fêmeas migram para o cólon e reto, e saem pelo esfíncter anal, depositando os ovos na região anal e perianal. Completa-se assim o ciclo de vida do parasita.

Os sintomas clínicos são:

  • Prurido (coceira) anal nocturna – principal sintoma
  • Inflamação
  • Inchaço
  • Vermelhidão
  • Sono intranquilo, bruxismo (ranger dos dentes) ou terrores nocturnos (pesadelos)
  • Vaginites (lesões na vagina) e predisposição à infecção urinária nas meninas.
  • Diarreia ocasional

O prurido anal nocturno, resulta da migração das fêmeas do parasita para o depósito dos ovos na região perianal.

Quem deve consultar?

Sendo uma doença que infecta maioritariamente crianças, estas devem ser vistas por um médico Pediatra ou por um clínico geral que esta confortável no diagnóstico e tratamento de crianças.

O diagnóstico

O diagnóstico faz-se pela observação microscópica:

  • De ovos nas fezes,
  • De ovos do parasita retirados da região perianal, por raspagem ou através de uma fita adesiva à volta do ânus, logo pela manhã, antes da higienização da criança.

A queixa de prurido (coceira anal nocturna) isolada, é um dado importante para o diagnóstico da doença.

O tratamento

O tratamento consiste na administração de anti-parasitários, receitados pelo Médico Assistente, por via oral, à criança e a toda a família.

A oxiuríase é frequentemente tratada em casa, com a manipulação e aplicação de produtos tradicionais na região anal e genital das crianças. Esta é uma atitude incorrecta, que pode acarretar graves riscos para a saúde da criança. A automedicação, pode também agravar os sintomas ou gerar complicações.

Medidas Preventivas  

A higiene, de um modo sistemático, das mãos, alimentos, animais, roupas, roupas de cama, brinquedos é eficaz na prevenção. Escove bem as unhas e mantenha-as sempre cortadas. Evitar roer as unhas.

Os ovos do oxiúrus podem permanecer vivos por 30 dias, podendo infectar qualquer outro indivíduo neste período, por isso, as roupas e objectos a que a criança infectada tenha acesso devem ser sempre lavados com água quente e sabão. A roupa das pessoas infectadas podem ser fervidas, e a sua roupa de cama deve ser mudada todos os dias, para impedir que seus ovos contaminem outras pessoas, pois eles podem sobreviver por 2 a 3 semanas dias no ambiente podendo infectar alguém.

Deve lavar as mãos sempre que for preparar alimentos e após ir à casa de banho.

Fontes

Center for Disease Control – Enterobiasis

Conheça a Dra. Ondina Cardoso

Licenciada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, com especialização em Pediatria pelo colégio de Pós-graduação da Ordem dos Médicos de Angola. A Dra. Ondina é Directora Clínica do Serviço de Pediatria da Cligest, Docente universitária na Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto na cadeira de Pediatria do 5º  e também é formadora de internos em Pediatria.

 Áreas de Actuação:

  • Neonatologia

– Seguimento do recém-nascido nas várias patologias Neonatais tais como:

Baixo peso à nascença

Infecções

Malformação Congénita e outras patologias neonatais.

  • Pediatria

Seguimento das crianças após o período Neonatal – Atendimento de diversas patologias

Seguimento da criança e do adolescente (dos 0 aos 18 anos) – Puericultura

Marque consulta

Share this article

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

9 + 2 =

×

Make an appointment and we’ll contact you.

Nome (obrigatório)

Sobrenome (obrigatório)

Email (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem