Diabetes Gestacional

novembro 14, 2019 - by Gabinete de Comunicação e Imagem - in Dicas & Notícias

No Comments

O que é a Diabetes Gestacional ?

A Diabetes Gestacional é um tipo de Diabetes que ocorre nas mulheres e é diagnosticada durante a gravidez. Na maioria dos casos deixa de se manifestar após o nascimento do bebé.

Durante a gravidez são produzidas hormonas específicas que são essenciais para uma gravidez e feto saudáveis. No entanto, essas hormonas tornam o organismo mais resistente aos efeitos da insulina, bloqueando parcialmente a sua acção. Na maior parte das mulheres o pâncreas reage a esta situação produzindo uma quantidade adicional de insulina, suficiente para ultrapassar a resistência provocada por estas hormonas.

Nas mulheres com Diabetes Gestacional, a insulina suplementar produzida é insuficiente, levando ao acumulo de glicose na circulação sanguínea e consequente surgimento da doença.

Factores de risco mais comuns para Diabetes Gestacional?

Qualquer mulher pode desenvolver Diabetes Gestacional, mas algumas mulheres estão em maior risco. Os principais factores são:

  • Histórico familiar de Diabetes;     
  • Idade superior a 25 anos;
  • O excesso de peso ou IMC igual ou superior a 30;
  • Detecção de Diabetes em gestações anteriores;
  • Bebés de gestações anteriores que nasceram com mais de 4 kg. 

Sinais de Alerta e Sintomas

Os sinais e sintomas da Diabetes Gestacional podem ser muito leves e nem serem percebidos pela grávida, mas podem incluir:

  • Ganho excessivo de peso na grávida ou no bebé;
  • Aumento exagerado do apetite;
  • Vontade de urinar frequente;
  • Visão turva;
  • Muita sede.

Como é diagnosticada?

A Diabetes Gestacional é geralmente diagnosticada entre a 24ª e 28ª semana de gravidez, quando a resistência à insulina geralmente começa. Se a gestante já teve Diabetes Gestacional antes ou tem alto risco para desenvolver o problema pode fazer os exames antes da 13ª semana de gravidez. O diagnóstico é realizado através da análise específica P.T.G.O (Prova de Tolerância Oral à Glicose).

A  P.T.G.O consiste em fazer 3 colheitas de sangue no mesmo dia e após um jejum de pelo menos 8 horas. A 1ª colheita é feita em jejum, a 2ª colheita 1 hora após ingerir 75g de glicose e a 3ª colheita é feita 1 hora após a 2ª colheita.

Verifica-se que a grávida tem Diabetes Gestacional se pelo menos um dos resultados de glicemia estiver alterado, por comparação com os valores normais de referência.

(glicose em jejum <92, 1 hora depois  <180, 2 horas depois <150).

Quando termina a gravidez, passadas 6 a 8 semanas, é feita uma nova análise de diagnóstico com o objectivo de apurar se a diabetes desapareceu, como é esperado. As mulheres com Diabetes Gestacional têm maior probabilidade de mais tarde virem a ter diabetes do adulto.

Quais as complicações da Diabetes Gestacional na mãe e no bebé?

A maioria das grávidas com Diabetes Gestacional tem bebés saudáveis.

Por outro lado, os níveis altos de açúcar no sangue podem levar ao crescimento excessivo dos bebés, que nascem geralmente com mais de 4 kg – problema conhecido como Macrossomia Fetal. Um bebé muito grande poderá trazer complicações no parto, existindo uma maior probabilidade de ter que ser feito por cesariana. Ao nascer o bebé poderá também ter problemas para respirar ou ter os níveis de açúcar no sangue demasiado baixos.

No que diz respeito a grávida, a Diabetes Gestacional não controlada poderá levar ao desenvolvimento de hipertensão arterial (risco de pré-eclampsia – doença com sérias complicações na gravidez e no parto) e em casos extremos pode até mesmo levar ao óbito fetal in útero.

Como Prevenir?

Dos factores de risco enunciados, alguns não podem ser controlados, como por exemplo os antecedentes familiares. Assim sendo, a prevenção da Diabetes Gestacional assentará na adopção de um estilo de vida saudável que promova a manutenção de um peso adequado.

Tratamentos e Cuidados

Normalmente o tratamento da Diabetes Gestacional é feito com o ajuste na alimentação e a prática regular de exercício físico. Caso seja difícil manter a glicemia controlada, alguns médicos prescrevem medicamentos via oral. Se a dieta, o exercício e os medicamentos por via oral não forem suficientes, a gestante poderá precisar de injecções de insulina para reduzir os níveis de açúcar no sangue.

Alguns hábitos saudáveis durante a gestação ajudam a prevenir o desenvolvimento de Diabetes Gestacional, principalmente se a gestante fizer parte do grupo de risco:

  • Escolher alimentos ricos em fibras  e pobres em gordura e calorias;
  • Comer mais frutas, legumes e grãos integrais;
  • Praticar exercício físico moderado na maioria dos dias da semana, antes e durante a gravidez;
  • Perder os quilos em excesso antes da gravidez.

Concentre-se em mudanças permanentes nos hábitos alimentares. Motive-se, lembrando os benefícios a longo prazo da perda de peso, tais como um coração saudável, mais energia e melhoria da auto-estima.

Na Clínica Vida dispomos:

  • Consulta de Ginecologia / Obstetrícia
  • Consulta de Nutrição
  • Consulta de Endocrinologia
  • Análises Clínicas para Diagnóstico de Diabetes Gestacional

 

Fontes:

Sociedade Portuguesa de Diabetologia

Mulher Abril

tuasaude.com

Efective Health care program

Share this article

Gabinete de Comunicação e Imagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

1 × 1 =

×

Make an appointment and we’ll contact you.

Nome (obrigatório)

Sobrenome (obrigatório)

Email (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem