Dia Internacional da Tuberculose

March 24, 2018 - by Sara Pereira da Silva - in Dicas & Notícias

A Tuberculose pode ser prevenida e curada 

A cada 18 segundos uma pessoa morre devido à tuberculose. Em 2017, a Organização Mundial de Saúde estimou que cerca de dez milhões de pessoas desenvolveram tuberculose e destas, 1,3 milhões faleceram. Angola encontra-se entre os 20 países do mundo com maior incidência da doença, tendo-se registado, em 2016 107 mil novos casos. No dia 24 de Março celebra-se o Dia Internacional da Tuberculose.

O que é?

A tuberculose é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. Esta doença afecta preferencialmente os pulmões, mas pode atingir outros órgãos, como gânglios linfáticos, rins, órgãos genitais, sistema nervoso, ossos, etc.

Como se transmite?

A transmissão ocorre quando indivíduos doentes com tuberculose pulmonar expelem gotículas contendo bactérias para o meio ambiente através da tosse, espirro ou fala. Quando estas gotículas são inaladas por indivíduos saudáveis, provocam a infecção e o risco de desenvolver a doença.

A probabilidade de desenvolver a doença é maior em indivíduos com infecção pelo VIH, ou com outros factores de risco, como desnutrição, diabetes, tabagismo e consumo de álcool.

Quais são os sintomas?

A tuberculose é classificada em pulmonar, extrapulmonar ou ambas. A forma pulmonar da doença que ocorre em cerca de 80% dos casos pode manifestar-se por:

  • Tosse seca que pode evoluir para tosse produtiva acompanhada por hemoptises (perdas de sangue no escarro)
  • Dificuldade respiratória
  • Febre ou febrícula
  • Sudorese 
  • Perda ponderal (perda de peso involuntária)
  • Anorexia 
  • Astenia (debilidade, falta de vitalidade, cansaço)

Quem deve ser Consultado?

Na presença dos sintomas enumerados, e se há suspeita da doença, podem ser consultados os Médicos Especialistas em: Infecciologia, Medicina Interna e Pneumologia.

Como é feito o diagnóstico?

A chave para o diagnóstico desta doença é o elevado índice de suspeita e na maioria dos casos não é difícil. O diagnóstico é feito pelos sinais clínicos, exames laboratoriais, imagiológicos (Raio-X do Tórax) e confirmados por exames microbiológicos, ou seja, pela identificação do Mycocbaterium tuberculosis por microscopia óptica, testes moleculares e exames culturais.

Como se trata?

Sem tratamento, a mortalidade por tuberculose é elevadíssima. O tratamento recomendado para os casos de tuberculose sensível, ou seja, sem resistência assenta num regime de 6 meses com 4 fármacos de primeira linha: isoniazida, rifampicina, etambutol e pirazinamida.

 Estratégia de controlo e prevenção da Tuberculose

A estratégia de controlo baseia-se na rápida detecção e tratamento de doentes com tuberculose com o objectivo de reduzir o risco de transmissão e diminuir a prevalência da doença.

A vacinação com o bacilo de Calmette-Guérin (BCG), desenvolvida há cerca de 100 anos tem como objectivo a prevenção das formas severas da doença em crianças.

Fontes

  • Global Tuberculosis Report 2017, WHO
  • Harrison´s Principles os Internal Medicina, 18th Edition

Na Cligest estão disponíveis:

  • Consulta de Infecciologia e Medicina Interna
  • Raio X
  • Exames Laboratoriais

Conheça a Dra. Evelise Ramos

  • Licenciada em Medicina pela Universidade de Coimbra
  • Médica Especialista em Infecciologia
  • Directora do Serviço de Clínica Geral da Cligest

Marque consulta

Share this article

Sara Pereira da Silva

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

nine − 2 =

×

Make an appointment and we’ll contact you.

Nome (obrigatório)

Sobrenome (obrigatório)

Email (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem